23/08/2019

Encontro promovido pela Assespro serviu para alinhar expectativas em relação ao avanço da inovação no país


diretores_ministro_marcos_pontes_1

O presidente do Lactec, Luiz Fernando Vianna, e o diretor de Operações, Lauro Elias Neto, estiveram reunidos, na manhã desta sexta-feira (23/8), com o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes, no Campus da Indústria do Sistema Fiep, onde fica a sede do Lactec, em Curitiba. O ministro participou da abertura da reunião do Conselho de Administração da Federação Assespro (Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação) – instituição parceira do Lactec em iniciativas de estímulo ao desenvolvimento tecnológico do Paraná.

Vianna foi convidado a participar do cerimonial de recepção ao ministro Marcos Pontes, momento em que falou sobre a importância do fortalecimento dos ecossistemas de inovação, a partir do engajamento entre os diversos segmentos do setor produtivo, instituições de tecnologia e inovação e poder público. “Precisamos fazer com que o ecossistema no qual estamos inseridos seja maior e mais unido. Só conseguiremos chegar próximos ao que o Vale do Silício representa para a inovação, se trabalharmos em prol da tecnologia de maneira coordenada, unida, contando com o apoio do governo e da iniciativa privada”, reforçou.

diretores_ministro_marcos_pontes_2

No início de sua fala, Vianna também lembrou que o Lactec tem uma atuação forte na área da Tecnologia da Informação, mas dispõe de know-how para atender às demandas de diversos segmentos do setor produtivo brasileiro – como de energia, infraestrutura e automotivo, por exemplo – com pesquisa, desenvolvimento e inovação.

“Inovação com ciência e tecnologia. É exatamente essa ferramenta que faz com que metas quase impossíveis sejam realizadas”, afirmou o ministro, fazendo uma analogia entre o período atual e a época da Corrida Espacial, que teve seu auge com a chegada do homem à Lua, em 1969. Marcos Pontes também falou sobre a importância da união e sinergia do meio científico e acadêmico com o governo. “O Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações tem que funcionar como esse ponto de união, pois é ali que se convergem a ciência do país e as iniciativas de inovação”, complementou.

diretores_ministro_marcos_pontes_5

A agenda do ministro na capital paranaense incluiu, entre outros compromissos, uma reunião com a Comissão de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior da Assembleia Legislativa, que discutiu, recentemente, em audiência pública, a atualização da Lei Estadual de Inovação (nº 17.314).